Livro 5 - A Menina que Roubava Livros



Há livros, e Livros... esse ficou marcado em mim. ^^

A história não é um conto de fadas, com suspiros e sorrisos do início ao fim, mas é tão encantadora que demorei semanas para sair do mundo criado por Markus Zusak (mesmo tendo concluído a leitura em menos de uma).

Conhecemos Liesel Meminger, uma garota fascinante que tem seus dias vividos na guerra narrados por ninguém menos que a Morte (sim, e ela é mais incrível ainda narrando... ^^ ). Como sobreviver, sem enlouquecer, durante dias tão cruéis? Liesel encontrou uma forma que, possivelmente, seria a mesma que nós (leitores apaixonados) escolheríamos: lendo.
A garota tem seus dias preenchidos com suas buscas por mundos distantes daquele em que fora jogada, e nos emociona com suas limitações e privações. É sempre bom ver como somos abençoados com a liberdade, em poder sair para trabalhar e estudar todos os dias, poder nos divertir com nossos familiares e amigos em segurança, poder escolher o que ler, poder comprar ou ganhar os livros que desejamos.
Liesel não tinha tantas opções, mas abraçou tudo o que tinha ao seu alcance e desenvolveu uma paixão pela leitura de envergonhar muitos 'leitores' de hoje.
No livro, Zusak consegue nos conquistar com uma história que ensina tantas coisas importantes em tão poucas páginas, como valorizar tudo o que já mencionei, como uma amizade verdadeira é tão preciosa (fico me perguntando se temos, realmente, alguma nos dias fáceis de hoje), como o ser humano pode ser tão horrendo...

"Com absoluta sinceridade, tento ser otimista a respeito de todo esse assunto, embora a maioria das pessoas sinta-se impedida de acreditar em mim, sejam quais forem meus protestos. Por favor, confie em mim. Decididamente, eu sei ser animada, sei ser amável. Agradável. Afável. E esses são apenas os As.
Só não me peça para ser simpática. Simpatia não tem nada a ver comigo."
Morte - Narradora de "A Menina que Roubava Livros"

Esse foi um que li emprestado lá por volta de 2005 - 2006 (da Eleonora Lucas), que desenvolvi tanto carinho por ele que senti um aperto no coração na hora de devolver, com receio de que alguém um dia o maltratasse... só não fiquei mais triste pois sei que a dona é ainda mais ciumenta que eu, e tem uma paixão pela história tão grande quanto a minha... rsrsrsrs... mas já está na minha lista de aquisições, creio que será meu presente de dia das crianças...  hehehehe... \o/

Abaixo, segue a sinopse oficial da editora Intrínseca:

A trajetória de Liesel Meminger é contada por uma narradora mórbida, surpreendentemente simpática. Ao perceber que a pequena ladra de livros lhe escapa, a Morte afeiçoa-se à menina e rastreia suas pegadas de 1939 a 1943. Traços de uma sobrevivente: a mãe comunista, perseguida pelo nazismo, envia Liesel e o irmão para o subúrbio pobre de uma cidade alemã, onde um casal se dispõe a adotá-los por dinheiro. O garoto morre no trajeto e é enterrado por um coveiro que deixa cair um livro na neve. É o primeiro de uma série que a menina vai surrupiar ao longo dos anos. O único vínculo com a família é esta obra, que ela ainda não sabe ler.

Assombrada por pesadelos, ela compensa o medo e a solidão das noites com a conivência do pai adotivo, um pintor de parede bonachão que lhe dá lições de leitura. Alfabetizada sob vistas grossas da madrasta, Liesel canaliza urgências para a literatura. Em tempos de livros incendiados, ela os furta, ou os lê na biblioteca do prefeito da cidade.

A vida ao redor é a pseudo-realidade criada em torno do culto a Hitler na Segunda Guerra. Ela assiste à eufórica celebração do aniversário do Führer pela vizinhança. Teme a dona da loja da esquina, colaboradora do Terceiro Reich. Faz amizade com um garoto obrigado a integrar a Juventude Hitlerista. E ajuda o pai a esconder no porão um judeu que escreve livros artesanais para contar a sua parte naquela História. A Morte, perplexa diante da violência humana, dá um tom leve e divertido à narrativa deste duro confronto entre a infância perdida e a crueldade do mundo adulto, um sucesso absoluto - e raro - de crítica e público.

Leia o primeiro capítulo:



 E o filme está chegando!!!
Estreia prevista para Janeiro de 2014 no Brasil. ^^
(confesso que o trailer me deixou apreensiva se conseguirão colocar todo o fascínio do livro em telas)


Nenhum comentário: