Livro 44 - Diário de um adolescente hipocondríaco


Não tenho esse livro, ainda, os créditos da imagem estão nela. ^^

Gente, eu ri demais com esse livro!!!!!
Li ainda na época do ensino médio, há MAIS de 10 anos atrás, e nunca esqueci... ^^ (lá pelos meus 15 anos #tôvelha)

A história é o diário (aaaah vá) do "Peter H. (não tenho coragem de dizer o resto) Payne", ao menos é assim que ele se apresenta pra gente. Ele está com 14 anos e passa pelos problemas que todo mundo passa, como espinhas, depressão, drogas, sexo e mais um monte de coisa. Ele escreve em um diário onde desabafa seus dias e nos faz morrer de rir com as situações que vivencia. Na época em que li achei o Peter um carinha muito fácil da gente encontrar, toda turma tem um e a gente sempre fica com dó deles. Foi super legal ver o ponto de vista de um menino e entender um pouco como funciona essa cabeça deles.

E esse é um livro ótimo para os dois gêneros ok?! 

Ele ensina a gente até a escovar os dentes!!! Fala dos problemas em fumar e beber, dos dilemas que os garotos vivem em relação ao 'pinto' deles, do bullying que as pessoas sofrem por causa da altura e de usar óculos, fala da sua paixão não correspondida, da relação da sua irmã mais velha prestes a embarcar no mundo do sexo, das brigas entre seu pai e sua mãe, mas o Peter seeeeempre faz um drama enorme quando o assunto é sua saúde. Depois que li esse, viciei em diários e comecei a procurar outros, mas nunca achei nenhum tão divertido. =/

Dá pra ter uma noção lendo alguns trechos que a editora disponibiliza no site, coloquei logo abaixo.

Sinopse:

Peter Payne —típico adolescente inglês de 14 anos que anda de bicicleta, vai à escola, é apaixonado por uma garota mas não tem coragem de se declarar e come no McDonald’s — um dia descobre que sofre de hipocondria. Em outras palavras: ele é um maníaco por doenças, de carteirinha assinada. A partir daí, Peter passa a anotar num diário, ao lado de histórias engraçadas do seu cotidiano, detalhes médicos que consegue reunir ao longo de um ano. Os fatos são retirados de todas as fontes possíveis: de extratos do diário de sua irmã de 13 anos — que ele lê escondido sempre que aparece uma chance — até panfletos da saúde pública
da Inglaterra. Essa profunda pesquisa, que inclui experiências pessoais, trata de diversos assuntos: espinhas, álcool, drogas, dor de cabeça, depressão, AIDS, acidentes, cigarro, sexo (camisinha, pílula, diafragma, etc), regimes e o esforço de sobreviver à convivência com os pais e duas irmãs.
Peter Payne vai fundo nos temas que garotos e garotas estão acostumados a descobrir e experimentar — seja através dos noticiários, na própria casa, ali com o vizinho, com o melhor amigo ou com eles mesmos. 

Leia um trecho do livro:



























Tradução de André Cardoso
Ilustrações de John Astrop
Páginas: 176 p.
Dimensões: 13.5 x 18 cm
ISBN 978-85-8549-009-6
Publilcações: 1993 - 1ª edição e 2010 - 2ª edição 
Editora: Editora 34

Nenhum comentário: