Livro 45 - A menina que não sabia ler




A editora pregou uma peça em todo mundo com esse título e essa capa.
Li comentários de várias pessoas que esperavam um livro à altura de 'A menina que roubava livros'... muitos se decepcionaram por isso. =/

Eu achava que seria algo mais leve, e quando li o primeiro capítulo pensei que ia mesmo falar sobre uma menina que não sabia ler.  ¬¬'
Mas a história não tem nada disso e a editora errou em mudar o título e a capa.

O livro começa com a pequena Florence na enoooorme casa de seu tio. Ela mora com o irmão menor, Gilles, e com os empregados da casa. O tio mora em outra cidade e nunca dá as caras. Na cultura machista da época, Florence é proibida de estudar e aprender qualquer coisa ligada ao aprendizado literário, ela tem que ser uma 'dama' como as outras que sabem bordar e coisas do tipo. (eu sei bordar!!! Graaaande coisa. ¬¬')

Mas a menina é o exemplo da obediência e tem tempo de sobra, o que ela faz? Vai atrás da biblioteca! Claro. Florence é muito ninja e aprende tudo sozinha, e essa parte do livro faz a gente querer desistir de cara. Os primeiros capítulos são um saco, e o autor roubou minha redação no vestibular de 2004 para introduzir sua história, #tôvelha³. Impressionante! (O tema era sobre 'como você aprendeu a ler'. Óbvio que ele não roubou... ou roubou? Se alguém souber me avisa que vou pedir direitos autorais e ficar rica!!!)

Capa e títulos originais
Depois de muita enrolação, o autor bebeu água de privada resolveu mudar a história, e começou a bagunça. Apareceram novos personagens que transformaram um livro normalzinho em um livro normalzinho de terror. Gente, eu ODEIO coisas de dar medo. Sério. Sou do tipo que se o 'forró do Gesso' estala, eu penso que são todos os bandidos, fantasmas, zumbis e a minha chefe tentando me pegar (vampiros e lobisomens não, que eles são inofensivos mesmo... ), isso sem contar no mostro do guarda roupa e debaixo da cama.  Por isso comecei a pular trechos do livro com medo do além, mas consegui terminar sem prejuízo (nem pesadelos com os bichos me pegando). 



Resumindo, tem muita gente que amou o livro, eu não curti muito, mas é uma história razoável e dá pra se distrair e ficar curiosa sobre o que vai acontecer com o Gilles, e sobre o que a Florence vai fazer pra escapar dos problemas. Eu achei tudo muito fraquinho, mas leiam o trecho que a editora liberou e formem sua opinião ok?

Sinopse:
Em uma distante e escura mansão, onde nada é o que parece, a pequena Florence é negligenciada pelo seu tutor e tio. Guardada como um brinquedo, a menina passa seus dias perambulando pelos corredores e inventando histórias que conta a si mesma, em uma rotina tediosa e desinteressante. Até que um dia Florence encontra a biblioteca proibida da mansão. E passa a devorar os livros em segredo. Mas existem mistérios naquela casa que jamais deveriam ser revelados. Quem eram seus pais? Por que Florence sonha sempre com uma misteriosa mulher ameaçando Giles, seu irmão caçula? O que esconde a Srta. Taylor? E por que o tio a proibiu de ler? Florence precisa reunir todas as pistas possíveis e encontrar respostas que ajudem a defender seu irmão e preservar sua paixão secreta pelos livros - únicos companheiros e confidentes - antes que alguém descubra quem ousou abrir as portas do mundo literário. Ou será que tudo isso não seria somente delírios de uma jovem com muita imaginação?

Vocês podem conferir uma parte do livro disponibilizada pela editora no Google Play, AQUI.

ISBN: 8562936111
Autor: John Harding
Editora: Leya Brasil
Idioma: português
Encadernação: Brochura
Altura: 16 cm
Largura: 23 cm
Edição: 1ª
Ano de Lançamento: 2010
Número de páginas: 288

Um comentário: