Experiência com o Kindle

2
COM


Minha relação com o Kindle e com a Amazon foi um daqueles filmes tristes com um final feliz... Ganhei o Kindle de presente de aniversário do meu maridón (lindooooooo!!!), e quando ele chegou foi aquela alegria, eu empolguei logo de cara, amei ele ser super leve, caber taaaaantos livros, ter a tela com controle de iluminação (para quem tem sensibilidade à luz, como eu, é perfeito!), amei o carinho e cuidado da Amazon com a embalagem lindíssima e bem reforçada, perfeita para transportar meu presentinho sem danificá-lo. Consegui alguns livros gratuitamente no site da própria Amazon, e converti os que tinha usando o Calibre.

 Maaaas, para quem não conhece, o Kindle tem vantagens em relação aos tablets por ter uma bateria mais duradoura, uma vez que a função dele é ser apenas um leitor digital, além de não forçar a vista. Se a pessoa desejar, até tem como acessar a internet, mas o navegador dele é simples e dependendo do site que você acessa, trava o aparelho, que não foi feito para sites pesados. (Eu consegui acessar e navegar em algumas páginas, mas testei a potência dele lendo um mangá online e ele não aguenta mesmo).

Até aí tudo bem, ele estava funcionando perfeitamente e eu apaixonadíssima por ele... comecei a suspeitar que o aparelho estava com problemas lá pelo 4º dia, porque a bateria dele já estava no fim e eu não tinha lido tanta coisa nele. A promessa do fabricante é que a bateria aguenta "Até oito semanas com wireless desligado e luz configurada na posição 10, baseando-se em uma leitura diária de ½ horas", imaginei que a bateria do meu estava caindo rápido porque eu tinha configurado ele para começar a usar e tinha sincronizado com o site da Amazon para receber os eboooks que tinha comprado, essas ações pedem mais da bateria mesmo ok? Tudo bem, deixei a bateria descarregar e carreguei novamente, tem uma luz na parte inferior do aparelho que indica quando a carga está completa. Depois que ele carregou totalmente configurei a iluminação no 0 e ativei o modo vôo que desliga o WiFi. Não adiantou, ele aguentou dois dias. Me desesperei e meu marido lindo também, tadinho, porque achamos que teríamos a mesma dor de cabeça que tivemos com o notebook dele, que precisamos acionar a justiça e só conseguimos resolver o caso três anos depois. 

Ponto para a Amazon!
Eles foram super atenciosos, tem um sistema no site que permite que acionemos a empresa e eles ligam para você na mesma hora, meu marido entrou em contato com eles e um dos funcionários, Roland, nos deu toda a atenção e se esforçou para solucionar o caso. Eles fizeram testes com o aparelho, sem que precisássemos enviar a nenhuma autorizada, sincronizamos, enviamos relatórios, eles reiniciaram o aparelho com as configurações de fábrica, tudo online. Ao fim de umas três semanas, testando e testando, eles identificaram que não tinha solução e que deveriam trocar o aparelho. Então, enviaram um novo que veio diretamente dos Estados Unidos, que chegou em uns 4 dias. O novo chegou dia 15/07, já configuramos ele e passei alguns livros, dessa vez, pelo USB, já que tinha feito o backup do anterior. Hoje, dia 27/07, a bateria ainda está na metade e eu li umas 5 horas com a luz da tela no 10. Beeeem melhor. Ainda não sei se é o ideal, mas fiquei satisfeitíssima com o atendimento da Amazon e com a utilidade do meu amado Kindle.



 Ler no Kindle é uma delícia, a tela é sensível e responde perfeitamente aos toques, tem um dicionário, que facilita na hora de ler textos com palavras difíceis, e quando você ativa o WiFi ele baixa automaticamente os dicionários para os idiomas encontrados nos livros.

Você pode aumentar ou diminuir o tamanho das fontes, pode inserir marcadores em frases ou trechos que gostar, pode marcar a página onde parou a leitura, pode compartilhar trechos em redes sociais, pode navegar pelo livro utilizando o índice do mesmo (com a Bíblia, por exemplo, ajuda demais a encontrar rapidamente aquele capítulo que está sendo estudado).

Antes de ganhar o Kindle, eu estava em dúvida entre ele ou o Kobo, mas fiquei feliz demais em ter escolhido ele... não conheço quem utiliza o Kobo, mas vi alguns comentários falando que ele trava às vezes ou que a tela dele não é tão sensível, no Kindle, tem como colocar notas e a tela dele é bem eficiente, responde na hora e não confunde caracteres.

 Aaaah, mas o meu texto está em PDF ou EPub e ele não lê! Sem problemas, você recebe um email @kindle.com e basta enviar o arquivo em PDF para este email, ao ativar o WiFi no aparelho ele recebe o arquivo automaticamente, já no formato aceito por ele (.mobi). Pelo que vi, a partir da segunda geração, ele passou a aceitar o formato PDF nativamente, mas eu prefiro converter tudo usando o Calibre e mandar pra ele. É útil para quem utiliza leis, ou outros textos disponíveis na internet e precisa recorrer constantemente a eles em algum momento, seja no trabalho ou na escola/faculdade.
 
 Só tenham consciência e não comecem a sair pirateando os livros por aí, lembrem que nossos queridos autores dependem da venda dos livros para continuar escrevendo e publicando ok???
E, por mais que eu esteja APAIXONADA pelo Kindle (Obrigada, novamente, maridón!!!! ♥ ), ele nunca substituirá meus livros físicos... nada como sentir o papel em nossa mão e admirar nossa estante cheia... ^^

Ah! Encontrei alguns artigos úteis que me ajudaram demais quando recebi o Kindle, deixarei os links aqui para quem estiver com algum problema, são bem fáceis de entender e tem prints das telas ensinando como usar os sistemas, assim, qualquer pessoa consegue fazer o que precisa:

Qual é o melhor formato de arquivo para ler no Kindle

Como colocar capa nos ebooks com o Calibre

Kindle lento ou travando

Como converter arquivos para o Kindle ou Kobo usando o Calibre

Chegou essa semana #31

3
COM



Ê delícia!!! =D

Minha biblioteca está cada dia mais incrível, e agradeço imensamente às doações feitas pela Saraiva e Submarino, que retribuem minhas colaborações com essas preciosidades. hehehehehehe

Essa foi uma daquelas que me deixou pulando de alegria, queria demais 'Jardim de Inverno', 'Louca por você', 'Só depende de mim', 'Princesa adormecida'... tá... queria demais todos eles!!!!
E são lindos!!!!
Consegui uma promoção legal na Saraiva e cada um saiu por menos de R$ 15,00.


Livro 50 - Paixão sem limites

0
COM


O livro foi bem legal, e dá pra ler em um dia... mas eu enrolei um monte e demorei mais que uma semana, lendo 'O chamado do Cuco' junto.

Blaire é a protagonista, uma garota que era pra ser o exemplo de força e determinação, mas que achei contraditória em alguns momentos. Depois de passar por um monte de problemas e perder a mãe, ela vai morar na casa do pai (com quem não quer muita conversa), mas lá ela terá que conviver com a nova família dele, e aí começa o novo problema.

Rush é a outra ponta da história, ele é filho da madrasta de Blaire, e os dois não se entendem muito bem no começo... o grupo de amigos dele faz com que ela sinta-se a pior das criaturas (exceto pela parte dos rapazes, que não conseguem ver um rosto bonito sem se derreter).
Na nova cidade, a menina do interior se vê no meio de um monte de gente rica e esnobe, e não sei se a autora tem muita noção do que é isso, mas acho que ela pecou novamente nos comportamentos dessa parte. Blaire até se mostra bem esforçada, tentando se virar com o que tem e correndo atrás de sua independência pra se livrar logo da família que não quer, e que não faz questão que ela continue lá.
Mesmo com as contradições e falhas, eu gostei da história e fiquei curiosa para saber como a Blaire se sairia resolvendo os problemas. Torci para que conhecesse um cara legal, que fizesse amigos e superasse tudo por conta própria, torci para que as cobras da história aprendessem com os erros, e no final foi legal ver que a autora conseguiu prender minha atenção. ^^
(O livro é uma delícia!!! Só tenham cuidado com as cenas hot, tem algumas e não é uma leitura apropriada para qualquer idade.)


Sinopse:

Blaire Wynn não teve uma adolescência normal. Ela passou os últimos três anos cuidando da mãe doente. Após a sua morte, Blaire foi obrigada a vender a casa da família no Alabama para arcar com as despesas médicas. Agora, aos 19 anos, está sozinha e sem lugar para ficar. Então não tem outra escolha senão pedir ajuda ao pai que as abandonara.
Ao chegar a Rosemary, na Flórida, ela se depara com uma mansão à beira-mar e um mundo de luxo completamente diferente do seu. Para piorar, o pai viajou com a nova esposa para Paris, deixando Blaire ali sozinha com o filho dela, que não parece nada satisfeito com a chegada da irmã postiça.
Rush Finlay é filho da madrasta de Blaire com um famoso astro do rock. Ele tem 24 anos, é lindo, rico, charmoso e parece ter o mundo inteiro a seus pés. Extremamente sexy, orgulha-se de levar várias garotas para a cama e dispensá-las no dia seguinte. Blaire sabe que deve ficar longe dele, mas não consegue evitar a atração que sente, ainda mais quando ele começa a dar sinais de que sente a mesma coisa.
Convivendo sob o mesmo teto, eles acabam se entregando a uma paixão proibida, sobre a qual não têm nenhum controle. Mas Rush guarda um segredo que Blaire não deve descobrir e que pode mudar para sempre as suas vidas.
Paixão sem limites – primeiro volume da trilogia Sem Limites, que vendeu mais de 500 mil exemplares como publicação independente – é um livro romântico, sexy e intenso, que vai conquistar os leitores e deixá-los ávidos pela sequência.







Características detalhadas
Editora: Arqueiro
Autora: Abbi Glines
I.S.B.N.: 9788580412208
Altura: 23 cm.
Largura: 16 cm.
Profundidade: 1 cm.
Acabamento: Brochura
Edição: 1 / 2013
Idioma: Português
Número de Paginas: 192
Tradutor: Fernanda Abreu

Chegou essa semana #30

2
COM



Agora é atualizar a caixinha de correios né?
Esses me fizeram imensamente mais feliz! (e algum não faz???? o.O)

Quando comprei, não acreditei que o box da série "Academia de Vampiros" estava por R$ 30,00, mas depois que a compra já estava a caminho, uma colega comentou que tinha comprado e recebido os livros da edição econômica... mesmo que fossem, estariam baratos, mas eu não curto edições econômicas com aquelas páginas brancas, sem lombadas e tals... frescura né?? =D


Maaaaas, que delícia abrir a caixa e ver que os livros são de edição normal!!! Perfeitos!!!!

Amei demais!





Com ele, recebi:

Herança
Ame o que é seu
Os diários de Carrie (pensei que fosse menor... o.O )
O chamado do cuco! (Edição capa dura, por uns R$ 14,00)



Você já leu algum desses??

Vamos voltar??

0
COM
Aiai... férias virtuais também é muito bom. ^^

A gente percebe que o tempo utilizado online pode ser muito bem utilizado off... li bastaaaante nesse intervalo.

E consegui uma proeza!!! O maridón colaborou com sua participação. \o/
(Estávamos nós dialogando sobre nem lembro o quê quando ele me pergunta do que fala o livro "Belo Desastre", que li há meses... eu tinha que filmar a pessoinha tentando adivinhar o conteúdo pelo título né?)


Se alguém lembrar ou souber o nome dessa TAG, favor informar nos comentários blz??

Tomara que eu consiga outro desses logo!!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk